TOPO

Abril 2020

São a nova classe de medicamentos. Também são modificadores da doença e existem há cerca de 10 anos. Estes medicamentos são tecnologicamente mais evoluídos e apresentam grandes melhorias no controlo da doença. Podem ser administrados por via intravenosa e subcutânea. Pelas suas características, custo e efeitos adversos, implicam uma utilização muito controlada. Saiba tudo neste artigo! Até há poucos anos, as opções terapêuticas disponíveis para os doentes reumatológicos eram limitadas e, muitas vezes, com resultados pouco encorajadores. No entanto, o aparecimento dos fármacos

Grande parte das doenças reumáticas são consequência da desregulação do sistema imunitário e de alguns tecidos/órgãos em particular. Entre as causas mais apontadas, está a herança genética, a poluição, as infeções, mas também o tabagismo. Todos sabemos que o hábito de fumar prejudica a saúde. Há estudos que indicam que o tabagismo aumenta o risco de desenvolver doenças, principalmente cardíacas e respiratórias. Sabe-se ainda que os fumadores têm, em média, menos dez anos de vida do que os não fumadores, pois as substâncias presentes no tabaco

A artrite reumatoide é uma doença crónica porque não tem cura, mas, se diagnosticada precocemente e tratada eficazmente com o acompanhamento em consultas de Reumatologia, pode ter um bom prognóstico. Saiba mais sobre esta patologia que atinge principalmente as mulheres. A artrite reumatoide é uma doença reumática crónica inflamatória que afeta cerca de 0,7% da população portuguesa, isto é, cerca de 40 mil portugueses têm artrite reumatoide. Ocorre em todas as idades e tem como principal manifestação a inflamação das articulações. Contudo, pode afetar outros