TOPO
Artrite reumatoide: a doença que afeta as articulações

Artrite reumatoide: a doença que afeta as articulações

A artrite reumatoide é uma doença crónica porque não tem cura, mas, se diagnosticada precocemente e tratada eficazmente com o acompanhamento em consultas de Reumatologia, pode ter um bom prognóstico. Saiba mais sobre esta patologia que atinge principalmente as mulheres.

A artrite reumatoide é uma doença reumática crónica inflamatória que afeta cerca de 0,7% da população portuguesa, isto é, cerca de 40 mil portugueses têm artrite reumatoide. Ocorre em todas as idades e tem como principal manifestação a inflamação das articulações. Contudo, pode afetar outros órgãos e ter outras manifestações clínicas.

Mas afinal qual é a causa da artrite reumatoide? A artrite reumatoide não tem ainda uma causa identificada. Por uma razão desconhecida, o organismo deixa de reconhecer a articulação, ou os órgãos afetados, como seus e reage contra eles, no que se designa por reação autoimune.

Alguns fatores genéticos e ambientais, como o tabaco ou infeções, podem contribuir para o aparecimento da artrite reumatoide.

Em relação ao género, as mulheres são mais afetadas – quatro mulheres por cada homem. É, sobretudo, uma doença que afeta adultos jovens e mulheres na pós-menopausa, mas que também pode surgir nos idosos.

As manifestações clínicas podem ser muito variadas. Geralmente os primeiros sintomas são a dor e a inflamação das articulações, acompanhadas de dificuldade em realizar movimentos, devido à rigidez, especialmente de manhã ou depois de períodos longos de repouso.

Sintomas como febre, cansaço, suores e perda de peso também são comuns. Sendo uma doença sistémica, pode existir envolvimento de outros órgãos, como o coração, os pulmões, a pele, os olhos e o sistema nervoso periférico.

A prevenção deste tipo de artrite é semelhante à recomendada para todas as doenças reumáticas, ou seja, praticar uma alimentação, equilibrada, evitar o excesso de peso e suspender os hábitos tabágicos.

Porém, a melhor prevenção é o diagnóstico precoce. Os doentes devem estar atentos e, ao primeiro sinal de articulações inchadas/inflamadas que perduram no tempo, devem procurar de imediato um médico de família ou um reumatologista. Sendo que o médico de família poderá fazer a primeira avaliação e depois encaminhar para a especialidade.

Sabia que…

… Os doentes com artrite reumatoide têm um risco aumentado de desenvolver doenças cardiovasculares. Por isso, controlar o peso, praticar exercício físico, não fumar e controlar os lípidos do sangue (ex: colesterol, LDL, triglicéridos) é fundamental.

Inserir Comentário